278400-P5TWCU-337_edit.jpg
  • Bluma Hub | Regi Santos

5 Dicas De Marketing Digital Para Artistas.

Atualizado: Set 21



Nós amamos arte. De verdade, aqui na Bluma consumimos arte em todas as suas formas: música, teatro, artes plásticas, exposições, shows, artes gráficas, fotografia, cinema... porque é isso que nos da subsídio criativo para criar novas conexões neurais e trabalhar criando estratégias ainda melhores!


Então, nós sabemos muito bem que os artistas estão passando por um momento de carreira bastante delicado já que quase todos dependem de eventos presenciais para continuar tendo renda!


Por este motivo nós queremos compartilhar um pouco do nosso conhecimento e dar algum direcionamento para você que tem na arte a sua fonte de renda, mas ainda não sabe como usar o universo digital para continuar trabalhando.


1. O QUE VOCÊ TEM PARA OFERECER?

Se você não lida muito bem com o ambiente digital, não conhece as ferramentas e possibilidades, é importante ter foco.


Primeiro organize e compreenda o que você pode oferecer, quais serão seus produtos e serviços e quanto você vai cobrar por isso.


Faça uma lista das possibilidades, mas seja honesto neste mapeamento, lembre-se que é melhor ter três produtos super bem feitos do que dez produtos que nunca ficam prontos. Leve em consideração também que ter muitos produtos/serviços disponíveis pode ser difícil de gerenciar no começo, então vá com calma.


Se você tem dúvidas de produtos ou serviços que pode criar, eu recomendo o nosso post 06 Ideias de Produtos Digitais


2. PLANEJE

Quem acompanha nossas redes sociais e blog sabe que planejamento é a base de tudo e apresentar sua ideia de forma consistente pode te trazer recursos valiosos e parceiros engajados com seu negócio. Então, planeje antes de sair por ai usando qualquer rede social ou ferramenta de qualquer jeito. Acredite, não é perda de tempo pensar em quais serão seus passos.


Nossa dica é você começar escolhendo uma rede social principal e concentrar seus esforços ali. Para isto é importante entender um pouquinho sobre o tipo de público que está dentro de cada rede, por exemplo: O Pinterest é uma ótima rede para quem trabalha com decoração, fotografia, artesanato, artes plásticas, já o Instagram é ótimo para quem trabalha com moda, acessórios, comida artesanal e por ai vai.


Leitura Recomendada:

- Porque é importante ter um planejamento de estratégias digitais

- Como apresentar suas ideias


3. USE SEUS PONTOS DE CONTATO

Depois de planejar e escolher suas redes você vai precisar manter alguma frequência no seu conteúdo e lembre-se que não existem apenas redes sociais neste caminho da compra pela internet e cada canal pode te ajudar a atingir diferentes objetivos.


Crie conteúdos alternados para seu público a partir dos canais que você escolheu, abaixo nós separamos uma lista para te ajudar a entender os objetivos dos canais e te dar algumas ideias do tipo de material que as pessoas costumam consumir em cada um deste pontos.


4. NÃO DESISTA DA SUA COMUNICAÇÃO

Depois de planejar e escolher suas redes não abandone seu público.


Acredite, quando trabalhamos sozinhos as tarefas vão se acumulando, e pode ser bem cansativo. Neste caminho a primeira coisa que você vai fazer é abandonar suas redes sociais deixando o conteúdo sempre pra depois, mas sem o conteúdo as pessoas não vão te encontrar ou saber o que você pode oferecer, então organize um calendário e se possível escolha um dia do mês para escrever e programar todos os seus posts (isso economiza MUITO TEMPO).


Aqui nós usamos duas ferramentas pra nos ajudar com isso: Uma planilha e o MLABS.


A Planilha serve para dar uma visão geral do que vamos fazer no mês e o Mlabs serve para criar e agendar os posts em todas as nossas redes. E o melhor, ele tem planos a partir de R$4,90 por mês


5. TIPOS DE E-COMMERCE PARA VENDER SEUS PRODUTOS!

E-commerce próprio: Você pode criar sua própria loja virtual dentro do seu site e vender seus produtos. Para isso é possível contratar alguém para fazer tudo do zero (o que é uma opção bem cara) ou buscar um dos diversos sites que oferecem modelos prontos.


Inclusive a dica de ouro aqui é a iniciativa do Google junto com a Loja Integrada onde você pode montar seu e-commerce de forma gratuita e cadastrar até 5.000 produtos e ainda fazer cursos gratuitos de como alavancar suas vendas ♥


Acesse o site da iniciativa clicando aqui.

E-commerce colaborativo: Uma opção muito comum aos artistas é ir para plataformas conhecidas como e-commerce colaborativo. Isso significa que você vai criar uma página dentro de um grande e-commerce sem precisar se preocupar com a infraestrutura que uma loja virtual demanda. Em geral esses sites cobram um percentual da sua venda o que é vantajoso por vários motivos!


Acesse um e-commerce colaborativo clicando aqui.

Banco de imagens: Se você for um artista visual (ilustrador, fotógrafo, designer, etc) músico, modelista 3D, Video maker, etc, uma boa oportunidade é pensar na venda da sua arte através de bancos de imagens.


Eles são grandes concentradores de vídeos, imagens, músicas, gifs, vetores, ilustrações, etc, onde designers do mundo inteiro compram recursos visuais para suas criações. Aqui você vai ganhar dinheiros cada vez que um material seu for vendido (e normalmente nos pagam em dólar - Gostamos! Queremos!)


As opções mais famosas são: Shutterstock e AdobeStock

Plataforma de venda de produtos digitais: Está pensando em criar cursos ou E-books? Então a dica é: venda através de plataformas prontas.


Existem diversos sites onde você vai criar um perfil, cadastrar seu curso (cada aula, módulo, exercício, teste) e fazer a venda direta (ou por meio de afiliados). Estes sites também cobram uma porcentagem da sua venda e te oferecem ambientes prontos para seu aluno ter a melhor experiência EAD possível. Sua preocupação vai ser focar em criar um bom material e vender :)


Aqui na Bluma nós usamos o Hotmart e o Eduzz

Plataforma de venda de ingressos: Se o que você vai oferecer é uma experiência de evento (curso ao vivo, show, teatro, apresentação de standup, apresentação de dança, workshop, etc) então o caminho é buscar um lugar onde vender seus ingressos, e assim como os e-commerces colaborativos existem as plataformas de venda de ingressos prontas pra usar (que já funcionavam muito bem para eventos físicos).


As vendas de ingressos nestas plataformas vão te custar uma porcentagem de cada ingresso vendido, o que compensa já que você não vai precisar se preocupar com infraestrutura de venda. Inclusive um ponto super positivo é que algumas delas oferecem acesso ao zoom de forma ilimitada para realização do seu evento!


Aqui nós usamos muito o Eventbrite e o Sympla


Fique atento: nestes dois sites tem várias dicas super legais para realizar seu evento online.

E-mail ou Whatsapp: Alguns tipos de arte podem ser vendidos sob demanda, neste caso uma opção é fazer esta venda/transação por e-mail ou whatsapp. Assim você tem um controle dos pedidos que podem ser feitos, se o seu produto é altamente personalizado.


Entendemos que muitos produtos personalizados exigem horas de pesquisa, entrevista, etc, antes mesmo de começar o trabalho no produto. A dica importante aqui neste caso é: Cobre (no mínimo) 50% do valor do projeto no início do trabalho, assim você não corre o risco de o cliente desistir no meio do processo criativo e te deixar na mão pelas horas já trabalhadas.

DICA BÔNUS

CRIE ARTES PARA SUAS REDES SOCIAIS: Se você vai definir pontos de contatos de canais digitais, é importante ter artes bonitas para suas postagens, e-mails, e etc. Neste caso a nossa dica é usar o Canva uma ferramenta gratuita que vai facilitar a sua vida porque além de prático também oferece vários templates para só editar ♥



Nós esperamos que logo as coisas voltem ao normal, mas enquanto isso não acontece: Fica em casa se cuida e acompanha nossas redes para ter mais dicas de como impulsionar o seu negócio ♥


Um abraço, e até breve \o/

Regi Santos - Fundadora


22 visualizações

© 2020 DESENVOLVIDO COM MUITO ❤ POR BLUMA HUB.