278400-P5TWCU-337_edit.jpg
  • Vanessa Siviero

06 ideias de Produtos Digitais para ganhar dinheiro em tempos de pandemia!

Em meio à pandemia da COVID-19, o Brasil vem enfrentando uma situação preocupante em relação ao desemprego. Segundo o IBGE, o País tem hoje 12,8 milhões de desempregados.


Dados dos primeiros meses desse ano mostram que a população ocupada teve queda recorde de 5,2% e encolheu para um total de 89,2 milhões de brasileiros. Ainda sem previsão de quando a situação será normalizada, muitos profissionais vêm buscando alternativas para geração de renda nesse momento sem precedentes.

Foi pensando em uma forma de trazer alternativas para essas pessoas que estão com suas fontes de renda reduzidas ou paradas por completo, que nós da Bluma preparamos 06 dicas dentro do mundo digital que podem ser fontes de renda interessantes. Vamos conferir?


01 – E- books:

Os livros digitais podem ser o material ideal para abordar assuntos do seu conhecimento de forma completa e oferecer conteúdo aprofundado para a sua audiência.


Primeiramente, organize as suas ideias e elabore um planejamento daquilo sobre o que você quer falar. Lembre-se de pensar em conteúdos de fácil leitura, com conhecimentos que possam ser aplicados na prática pelo leitor.


Cada detalhe conta: Na hora de planejar o material que você pretende escrever você pode se organizar respondendo as seguintes perguntas:

👉 Qual o assunto que será abordado?

👉 Como será o design das páginas?

👉 Qual o conteúdo visual, serão fotos ou ilustrações?

👉 Qual a linguagem para falar com o seu público?

👉 Como você vai divulgar?

👉 Quais as plataformas onde ele estará disponível?

👉 Qual o valor que ele será comercializado?

Além do resultado financeiro, o material também vai gerar autoridade para você e divulgar o seu trabalho. Ah, e não esqueça de pensar em um visual responsivo e que se adapte às plataformas de publicação online que você escolher. Aí é garantia de sucesso!


Nossa dica extra é você procurar plataformas prontas para vender seu material, empresas como Hotmart, Eduzz, Amazon, entre outras, oferecem tudo para facilitar a venda do seu material!



02 – Música:

Se a sua área é a musical e você está parado na pandemia, que tal gerar recurso vendendo sua produção online?


O Spotify é um exemplo de plataforma incrível e de grande abrangência. Para se cadastrar, você precisa acessar o Spotify for Artists e ter o cuidado de cumprir com as exigências de formato do arquivo de áudio.


O arquivo deve ser submetido 07 dias antes do seu lançamento e ele será disponibilizado globalmente. Ah, mas é importante ter um selo ou parceiro de distribuição, pois é através dessa sociedade que a plataforma pagará os royalties pelo conteúdo musical.


Apesar de pagar menos do que serviços como o Deezer e o Tidal, o Spotify tem o maior número de usuários, então vale a pena analisar outras plataformas também! 😍



03 – Fotografia:

Se você trabalha com fotografia e está com seu trabalho parado, que tal buscar no seu arquivo fotos que possam ser comercializadas?


Você pode, por exemplo, colocar as suas fotos para venda no Adobe StockPhotos para o mundo todo. O AStock é um dos melhores sites mundiais da área, mas você pode buscar outras alternativas, como o BigStockPhoto, Dreamstime, ShutterStock, ThinkStock, 123 Royalty Free, CanStockPhoto e Fotolia, entre outros.


Você também pode pensar em alternativas de vender imagens para empresas que produzam camisetas, quadros e outros artigos para casa ou sem sites que vendem sob demanda. Além de considerar vender suas fotos - digitais ou impressas - como artigos decorativos e catões postais.


04 – Podcasts:

Segundo o Ibope, 4 a cada 10 pessoas já pararam para ouvir um Podcast.

O universo de podcast é um mercado que ainda tem grande potencial e espaço de crescimento, inclusive grandes empresas de entretenimento como a Globo e a HBO têm adotado o formato como maneira de atingir um novo público.


Então que tal pensar nisso para gerar conteúdo interessante e de qualidade?

Para isso, além de pensar na linguagem e nos temas abordados você também vai precisar definir onde vai disponibilizar seu Podcast. Você pode escolher agregadores como o Overcast e o Pocket Casts ou as plataformas como o Spotify e o SoundCloud.


Ah, vale lembrar que a grande maioria dos ouvintes usa o celular para consumir o conteúdo.

Quer conhecer algumas iniciativas bacanas?

👉 Que tal acessar o NerdCast - maior podcast do Brasil, que junto com seu conteúdo divulga a loja própria Nerdstore -.


👉Um Milkshake Chamado Wanda – podcast sobre cultura pop e entretenimento com muito bom humor e diversão.


👉 Café da Manhã – podcast em parceria com a Folha de São Paulo que aborda política, cultura e notícias do cotidiano.

05 – Webinars:

Conteúdos em vídeo estão hoje entre os mais consumidos pelos internautas, por serem mais dinâmicos, interativos e engajadores.


Gravado ou ao vivo, o webinar é uma ferramenta para aproximar você do seu público e gerar leads qualificados.


O mais legal é que hoje, com a qualidade das câmeras dos celulares, você não precisa mais de um equipamento profissional super incrementado. Organize o conteúdo que é relevante para a sua audiência, planeje como você vai divulga-lo e comercializá-lo.


Uma plataforma interessante para realizar webinars é o Hotmart, que cobra uma comissão para cada venda, mas você também pode escolher plataformas como o YouTube, Facebook ou Instagram Live, além do próprio Google Hangout. Entre as ferramentas pagas, o Zoom é o grande destaque e tem sido muito utilizado no mundo todo.


Pense sobre que temas você pode criar materiais em vídeo, o que você pode ensinar para as pessoas e lembre-se: O importante é começar!



06 - Gráficos e vetores:

Se você é designer e quer ampliar sua renda, você pode comercializar gráficos e vetores para empresas.


Assim como as fotos, você pode comercializar suas artes em sites especializados, criar estampas para camisetas ou brindes e vender até mesmo para empresas de fora do Brasil. A Colab55 é um exemplo de plataforma que compra artes para comercializar e você pode ganhar uma comissão pelas vendas.


Lembre-se que (assim como as fotografias) uma maneira de oferecer seu trabalho é de forma artística mesmo, vendendo imagens para que as pessoas usem como artigos decorativos.



Vale sempre lembrar que é importante produzir conteúdos e materiais com qualidade e responsabilidade, buscando parcerias que possam fortalecer seu trabalho, como jornalistas, designers, criadores de conteúdos e outras pessoas que também queiram contribuir para gerar materiais bacanas e que possam ser comercializados.

E aí, gostou das dicas?

Então agora é hora de colocar a mão da massa!

Um abraço, e até breve \o/

Vanessa Siviero - Criadora de Conteúdo

---

Precisa de ajuda? conta com a gente!

contato@blumahub.com.br

instagram: @blumahub

23 visualizações

© 2020 DESENVOLVIDO COM MUITO ❤ POR BLUMA HUB.